Rip Curl Guarujá Open 2017 chega com novidades

Wallace Vasco Hang Loose Surf Attack Ubatuba Foto Munir El Hage2

Reformulado, ampliado, com ainda mais atenção aos competidores. O Rip Curl Guarujá Open 2017 chega com novidades e mais categorias para atender a demanda observada na Cidade. O Circuito, patrocinado por sucos Do Bem, passa a ter disputas na petit, para surfistas com até 10 anos, na pro-am, substituindo a open e com premiação em dinheiro, e a expression session, uma bateria valendo a manobra mais radical.

As três etapas do Circuito passam a ter três dias de duração, com os locais escolhidos conforme as condições de ondas na ocasião das disputas. Serão 188 atletas divididos em 11 categorias, duas a mais que nos anos anteriores, desde a base até a master, longboard e mesmo o SUP Wave. O título de supercampeão guarujaense, definido entre os campeões municipais, segue como grande atração na final do campeonato, valendo uma viagem para a Indonésia, cortesia da Ocean Travel.

Takeshi Oyama Hang Loose Surf Attack Ubatuba Foto Munir El Hage

Este é o nono ano seguido que a Rip Curl é a patrocinadora master, com o objetivo de potencializar a força e tradição do surf em Guarujá. “A proposta é revelar e incentivar talentos locais. A Cidade sempre foi uma grande formadora de competidores e assumimos compromisso, principalmente pela relação que temos, pela Rip Curl ter escolhido a praia da Enseada para a sua operação no Brasil”, afirma o gerente de marketing da Rip Curl, Fernando Gonzalez.

“Nesse ano, a Rip Curl comemora 15 anos da sua chegada à Cidade e a continuação da nossa participação nesse importante circuito municipal é uma maneira de agradecermos a comunidade local”, acrescenta.

Ryan Coelho Hang Loose Surf Attack Ubatuba Foto Munir El Hage1

A abertura do campeonato está confirmada para 11 a 13 de agosto. A segunda etapa será de 1º a 3 de setembro e a final dias 6, 7 e 8 de outubro. “As praias de disputa continuarão a ser definidas no formato ‘The Search’, ou seja, onde as condições estiverem melhores nos dias de competição, considerando a ondulação e ventos”, ressalta Gonzalez.

O novo presidente da Associação de Surf de Guarujá (ASG), Ademir Silva, destaca que as novidades apresentadas foram reivindicadas pelos atletas e pais. “A petit foi um pedido dos pais e também queríamos fortalecer o trabalho de base, preparar novos valores. Também criamos a pro-am pensando nos nossos atletas, em dar oportunidades”, ressalta Ademir.

Leo Casal Hang Loose Surf Attack Ubatuba Foto Munir El Hage

“A premiação, a princípio será de três mil reais, mas queremos aumentar. Estamos em busca de um parceiro”, revela o presidente. “Também estamos reformulando a ASG para ter associados. A participação efetiva dos surfistas”, acrescenta o diretor de marketing da entidade, Marcel Calixto. “Com certeza, teremos um circuito de alto nível, revelando talentos, reunindo o que há de melhor, como Guarujá merece”, complementa.

O Rip Curl Guarujá Open de Surf 2017 é apresentado pela ASG. Patrocínio: Sucos Do Bem. Apoios: Prefeitura Municipal de Guarujá, através da Secretaria de Esportes e Lazer, Leads, Faup Comunicação Visual, Ocean Travel, Millenium, Rip Wave, CFour Shaper Supply, Fu Wax, CT de Surf Lugar ao Sol, Colégio Don Domênico, Cross Fit Guarujá. Supervisão: Federação Paulista de Surf. Divulgação FMA Notícias e Revista Hardcore.

Cauã Costa Hang Loose Surf Attack Ubatuba Foto Munir El Hage3

Inscrições serão abertas no próximo dia 27

As inscrições para a etapa inicial do Rip Curl Guarujá Open 2017 serão abertas no próximo dia 27 (quinta-feira), no palanque fixo da Praia do Tombo. O atendimento será feito de segunda a sexta-feira, das 14 às 17h pelas secretarias Gi e Iara. As duas primeiras semanas serão exclusivas para surfistas que moram em Guarujá.

Atletas de outras cidades poderão garantir vaga via associações de seus municípios, com o pagamento por deposito bancário – Bradesco, agência 0525-54 cc 064371-8, em nome de Associação de Surf de Guarujá CNPJ 001068791/0001-54. A taxa é de R$ 120,00, sendo que associados pagam R$ 60,00. Já na pro-am o valor é de R$ 150,00, com sócios da ASG pagando R$ 100,00.

Serão 32 vagas na pro-am, 24 na júnior (sub18), 24 na mirim (sub16), 16 na iniciante (sub14), oito na estreante (sub12) 16 na petit (sub10), 16 na master (35 anos em diante), 16 na longboard, 16 na SUP Wave, 12 na feminina e oito na expression session. “Na expression session serão surfistas convidados. A disputa é um teste para criarmos uma categoria a partir do próximo ano, valendo o show nas ondas”, anuncia Marcel Calixto. Mais informações sobre o Rip Curl Guarujá Open 2017 pelos telefones (13) 97600.8583 e 98822.4482.

Cauã Costa Hang Loose Surf Attack Ubatuba Foto Munir El Hage
Luan Hanada foi o supercampeão em 2016

No ano passado, Luan Hanada entrou para a história do surf de Guarujá, faturando o título de supercampeão. O placar foi apertado, 10,76 contra 10,13 de Carlos Eduardo, e 9,26 de Matheus Mariano. O título especial foi decidido por seis dos nove campeões municipais da temporada. Luan garantiu a vaga ao faturar o ranking da mirim. Carlos Eduardo, o Inhonho, foi o melhor da open e Matheus Mariano garantiu o bicampeonato júnior.

Também estavam na grande final Juquinha Júnior, campeão da iniciante; Tekinho do Tombo, número 1 da master; e Daniel Farias, o melhor guarujaense na longboard, que teve como campeão do Circuito o santista Leco Salazar. O Circuito ainda teve como campeões da temporada Luiz Diniz, no Sup Wave (e que também ficou em terceiro na open); Stephanie Frumento, na feminina; e o santista Yuri Beltrão, na estreante.

O título de supercampeão foi criado em 2002, como forma de garantir emoção até o final do Circuito e valorizar os atletas de Guarujá. O maior vencedor é Magno Pacheco, o Tim, com três conquistas, em 2006, 2013 e 2014. Outros três atletas comemoram duas vezes – Ricardo Silva, em 2003 e 2005, Emerson Silva, em 2007 e 2008 e Yagê Araújo, em 2009 e 2012. O primeiro título ficou com Rodrigo Silva. Leonardo Oliveira foi o melhor em 2004, Wesley Moraes, em 2010 e Eduardo Motta, em 2015, com apenas 13 anos.

Anuar Chiah Hang Loose Surf Attack Ubatuba Foto Munir El Hage

SUPERCAMPEÃO GUARUJAENSE 2016

1 Luan Hanada

2 Carlos Eduardo

3 Matheus Mariano

4 Juquinha Júnior

 

RANKING FINAL 2016

OPEN

1 Carlos Eduardo – 2.000

2 Gabriel André – 1.800

3 Luiz Diniz – 1.539

4 Marcio Pitcho – 1.240

 

JÚNIOR

1 Matheus Mariano – 2.000

2 Alax Soares – 1.710

3 Vitor Mendes – 1.556

4 Théo Fresia – 1.466

 

MIRIM

1 Luan Hanada – 2.000

2 Júnior Siqueira – 1.556

3 Victor Hugo – 1.385

4 Tarcísio Souza – 1.341

 

INICIANTE

1 Juquinha Júnior – 1.800

2 Diego Oliveira – 1.539

2 Derek Matos – 1.539

4 Derek Moura – 1.312

 

ESTREANTE

1 Yuri Beltrão (Santos) – 2.000

2 Everton Freitas – 1.556 – campeão guarujaense

3 Rian Araújo – 1.539

4 Arthur Goulart – 1.466

 

MASTER

1 Tekinho do Tombo – 1.900

2 Ricardo Pupo – 1.629

3 Binho Hanada – 1.466

4 Jojó de Olivença – 1.387

 

FEMININA

1 Stephanie Frumento – 1.656

2 Terena Assis – 1.466

3 Erica Lima – 1.458

4 Melissa Policarpo – 1.187

 

LONGBOARD

1 Leco Salazar (Santos) 1.810

2 Daniel Farias – 1.466 – campeão guarujaense

3 Marcelinho do Tombo – 1.187

4 Adriano Lima – 1.062

 

SUP WAVE

1 Luiz Diniz – 2.000

2 Leco Salazar (Santos) – 1.800

3 Wellington Reis (São Sebastião) – 1.620

4 Leandro Alemão (São Sebastião) – 1.385

Fonte: FMA NOTÍCIAS

 

GALERIA DOS SUPERCAMPEÕES DO CIRCUITO GUARUJAENSE DE SURF

2002 – Rodrigo Silva

2003 – Ricardo Silva

2004 – Leonardo Oliveira

2005 – Ricardo Silva

2006 – Magno Pacheco

2007 – Emerson Silva

2008 – Emerson Silva

2009 – Yagê Araújo

2010 – Wesley Moraes

2011 – Gabriel André

2012 – Yagê Araújo

2013 – Magno Pacheco

2014 – Magno Pacheco

2015 – Eduardo Motta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*

dois × 2 =