Nova data para o surf nos Jogos Olímpicos

374527_927131_191219_ferreira_jeep5709pipe19cestari_web_374527_927134_191219_medina_g5519pipe19cestari_web_
No masculino, o potiguar Italo Ferreira e o paulista Gabriel Medina
asseguraram seus lugares com o título e o vice-campeonato no Circuito Mundial

 

 

 

 

 

Divulgada a nova data para a estreia do surf nos Jogos Olímpicos de Tóquio

ABERTURA SERÁ DIA 25 DE JULHO DE 2021 NA PRAIA DE TSURIGASAKI

 

 

O dia 25 de julho de 2021 promete ser histórico para o surf. É a data definida pelo Comitê Organizador de Tóquio 2020 para a estreia da modalidade nos Jogos Olímpicos em 2021. O maior evento esportivo do Planeta estava marcado para este ano e foi adiado devido à pandemia do coronavírus. Na última sexta-feira (17), a entidade divulgou o calendário atualizado, com quatro dias seguidos de disputas e, em caso de falta de ondas nesse período, a programação prevê mais quatro dias de backup, de 29 a 1º de agosto.

A competição do surf ou o “Festival Olímpico de Surf”, como o Comitê Organizador denomina, será realizada em Tsurigasaki Surfing Beach, na cidade de Chiba, a 40 quilômetros de Tóquio. Serão 40 atletas, sendo 20 no masculino e 20 no feminino, com no máximo dois representantes por país em cada gênero. O Time Brasil estará completo nas ondas japonesas, com Italo Ferreira, Gabriel Medina, Tatiana Weston-Webb e Silvana Lima. Os quatro com chances reais de medalhas.

Pelo cronograma anunciado, todos os surfistas competirão duas vezes no primeiro dia, das 7 às 16h20 (horário do Japão). No dia 26, das 7 às 16h40, será disputado o round 3, enquanto que no dia seguinte, das 7 às 14h20, será a vez das quartas-de-finais e semifinais. Já o último dia, das 8 às 11h35, será reservado para as baterias decisivas pelas inéditas medalhas, primeiro com a disputa do bronze e em seguida a grande final, definindo ouro e prata.

As vagas brasileiras foram garantidas pelo ranking do Championship Tour (CT), da World Surf League (WSL). Tatiana Weston-Webb, nascida no Rio Grande do Sul e que mora no Havaí, foi a primeira a ‘carimbar o passaporte’ e depois foi a vez da cearense radicada no Rio de Janeiro Silvana Lima. No masculino, o potiguar Italo Ferreira e o paulista Gabriel Medina asseguraram seus lugares com o título e o vice-campeonato no Circuito Mundial, respectivamente.

 

PROGRAMAÇÃO DO SURF

 

DOMINGO, 25 DE JULHO – 7H ÀS 16H20 (No Brasil, das 19h de sábado às 4h20 de domingo)

  • Round 1 da categoria masculina
  • Round 1 da categoria feminina
  • Round 2 da categoria masculina
  • Round 2 da categoria feminina

 

SEGUNDA-FEIRA, 26 DE JULHO – 7H ÀS 16H40 (No Brasil, das 19h de domingo às 4h40 de segunda-feira)

  • Round 3 da categoria feminina
  • Round 3 da categoria masculina

 

TERÇA-FEIRA, 27 DE JULHO, 7H ÀS 14H20 (No Brasil, das 19h de segunda-feira às 2h20 de terça-feira)

  • Quartas-de-final da categoria masculina
  • Quartas-de-final da categoria feminina
  • Semifinal da categoria masculina
  • Semifinal da categoria feminina

 

QUARTA-FEIRA, 28 DE JULHO, 8H ÀS 11H35 (No Brasil, das 20h às 23h35 de terça-feira)

  • Bateria da medalha de bronze feminina
  • Bateria da medalha de bronze masculina
  • Bateria da medalha de ouro feminina
  • Bateria da medalha de ouro masculina
  • Cerimônia de entrega de medalhas feminina
  • Cerimônia de entrega de medalhas masculina

 

Link da programação oficial do surf nos Jogos Olímpicos de Tóquio: tokyo2020.org/en/schedule/surfing-schedule

 

Link da programação oficial completa dos Jogos Olímpicos de Tóquio: tokyo2020.org/en/schedule/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*

vinte − 8 =