Michael Rodrigues é agredido no Havaí

capturar

O brasileiro Michael Rodrigues e o havaiano Tanner Hendrickson brigaram, na tarde desta terça-feira, em Oahu, no Havaí. Os dois surfistas trocaram socos durante uma entrevista “ao vivo” para o canal OFF. Michael sofreu uma pancada forte na cabeça, mas passa bem. A Liga Mundial de Surfe (WSL) se pronunciou nesta quarta-feira e decidiu suspender provisoriamente o havaiano até a conclusão das investigações. De pronto, Hendrickson está fora das triagens do Pipe Masters.

Confira a nota da WSL

A WSL está, provisoriamente, suspendendo Tanner Heindrickson de todas as competições até que seja feita uma investigação completa do incidente envolvendo o atleta do circuito mundial Michael Rodrigues. Hendrickson foi retirado das triagens do Pipe Masters.

Michael Rodrigues concedia uma entrevista “ao vivo” na praia e, quando deixava o local da entrevista, foi interpelado pelo havaiano, que o empurrou. Em seguida, os dois trocaram empurrões e foram ao chão.

Tanner Hendrickson está suspenso provisoriamente de todos os eventos da WSL. Foto WSL

Tanner Hendrickson está suspenso provisoriamente de todos os eventos da WSL. Foto WSL

Versão de Tanner

Depois da confusão, Tanner Hendrickson concedeu uma entrevista ao site australiano Stabmag.com e deu sua versão sobre a desavença com Michael Rodrigues.

“Ele me atropelou nos Açores (Portugal) uma vez, e eu achei que ele viria até mim e pediria desculpas, mas em vez disso ele ligou o foda-se”, diz Tanner. “Então, quando estávamos numa bateria no US Open, antes do confronto, eu estava sentado perto do píer e ele veio e ficou colado comigo. Aí ele se abaixou e começou a tirar o meu leash. Eu fiquei meio que “Que porra é essa, cara?”, mas em vez de fazer alguma coisa estúpida eu falei a mim mesmo que iria amassa-lo na bateria. No fim ele acabou passando por mim, então fui reclamar com Rubey (Brian Robbins, diretor de prova da WSL North America) para ver se eles tinham a imagens da situação. Não deu certo, e então, quando saí da torre, Michael e todos os seus brasileiros ficaram meio que ‘Foda-se, chora bebê! Saia fora da área de competição, você nem é um competidor’”, diz Tanner.

O havaiano argumentou que continuou se sentindo desrespeitado pelo brasileiro. “Depois disso eu me bati com ele no aeroporto em Portugal, e novamente ele estava meio que ‘foda-se’ sem motivo. Eu fiquei apenas pensando ok, brother, vamos ver o quanto isso vai funcionar para você”, continua o havaiano.

Tanner também alegou que foi provocado por Michael Rodrigues nesta terça, em Pipeline. “Eu o vi subindo as escadas e fizemos contato visual, e ele estava todo ‘Faça o que você vai fazer’, e bateu com o ombro em mim. E aí ele colocou as mãos para cima e eu também”. Questionado pela Stab se Michael instigou a briga, Tanner não hesitou: “100%. Tanto hoje como nos últimos anos. E o negócio é que ele sabia que estava sendo filmado. Eu não fazia ideia. Então ele instigou isso enquanto subia as escadas, sabendo que isso me faria desistir. Eu sinto como se ele tivesse jogado comigo e levado a melhor sobre mim. Agora estou fora da triagem.

Excluído da triagem, Tanner lamentou a decisão da WSL. “Eles disseram que iniciei a violência, então estou fora. É uma merda. Eu fui para casa (Maui) para trabalhar por alguns dias para fazer dinheiro suficiente para estar aqui neste evento. Agora estou indo para casa sem ganhar dinheiro com a triagem, e muito menos a chance de me classificar para o Pipe Masters”, continua o havaiano.

Tanner falou também sobre a reação dos brasileiros nas redes sociais. “Eu recebi mensagens de muitos brasileiros, metade deles dizendo ‘obrigado por fazer isso, ele é muito chato’, e a outra metade dizendo que vai me matar quando for ao Brasil”.

Fonte Globo.com e Waves.com.br

7 comentários

  1. Flavio - Bahia
    Autor

    Amigos assim.. Vao se f… Bando de cagão da porra.. .. quem precisa de inimigos.. Pastori fraude corrido

  2. Marcos Leandro Parente Bezerra
    Autor

    Corre o boato que ele tirou onda com os havaianos, nada justifica a violência pois o surf é Paz… #VaiMedina

  3. Armando Mafra
    Autor

    Nao da pra ter certeza mas o video depoe contra o rod. O cara arrumou briga no rio…o cara nao para…os proprios amigos falando do cara…e aí ja sobe as escadas filmando sabendo que ia tentar alguma gracinha de.novo…foi o que pareceu.

  4. Alexandre Bermudes
    Autor

    Tem que ser igual a nossa vibe do Skate é união todos torcem uns pelos outros, localismo é uma coisa ultrapassada, acredito sim no respeito de quem é do pico cabe em qualquer lugar, saber entrar e sair, mais daí a agressão e retroceder no tempo, Good vibrations!

  5. Coimbra Mauricio
    Autor

    Não disse banana….pastoril e Cia são bons só na falação. Quem precisa de amigos assim?? Nem na cadeia um ia apanhar sozinho! E esse Michel é um bosta. Tô sabendo da trata faz tempo. Não merece usar camisa de competição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*

4 − 1 =