Joaquina nunca falha

Heitor Mueller - Foto Basilio Ruy

Heitor Mueller – Foto Basilio Ruy

João Godoy - Foto Basilio Ruy

João Godoy – Foto Basilio Ruy

Luara Mandelli - Foto Basilio Ruy

Luara Mandelli – Foto Basilio Ruy

Rafaela Coelho - Foto Basilio Ruy

Rafaela Coelho – Foto Basilio Ruy

Uriel Sposaro - Foto Basilio Ruy

Uriel Sposaro – Foto Basilio Ruy

 

Final de semana com boas ondas e tempo instável marcaram a competição na praia da Joaquina, em Florianópolis(SC). 

Valendo pela 6ª etapa do Circuito Fecasurf SCQS 2018, o campeonato teve lotação esgotada, com presença de 130 surfistas de várias partes do país, do Chile e da Argentina, divididos em 10 categorias.

A competição também abriu o circuito local da ASJ (Associação de Surf da Joaquina), uma das associações mais tradicionais do estado. Foi o segundo evento no ano produzido 100% pela diretoria da Fecasurf, em parceria com uma associação local, e com o apoio da Prefeitura Municipal de Florianópolis e da Fundação Municipal de Esportes.  

A previsão de uma frente fria se confirmou na madrugada de domingo, com fortes rajadas de vento sul, que danificou seriamente a estrutura montada na praia da Joaquina, e inutilizou o palanque oficial do evento.

A direção da Fecasurf juntamente com os pais dos atletas e competidores decidiu dar sequencia ao campeonato no domingo. “Esse imprevisto atrasou um pouco nosso cronograma, mas gostaria de ressaltar o trabalho de toda equipe, que rapidamente se transferiu para a cabana da ASJ e prosseguirmos com a competição”, declarou Reiginaldo Ferreira, presidente da federação.

 

Sábado atípico de inverno.

O sol e céu azul tiveram a presença do vento terral, que predominou por boa parte do dia, com as ondas atingindo 1,5 metro na série. A melhor nota da competição foi de Jefferson Duarte, com um belo tubo que lhe rendeu 9,25 pontos,no segundo round Open.

Ainda no sábado, a Fecasurf realizou sua Assembleia Geral no auditório do Joaquina Beach Hotel, reunindo os presidentes de associações de todo o Estado. Em pauta, foram discutidas as diretrizes para o segundo semestre, além da prestação de contas da federação e outros assuntos. “Essas assembleias deveriam acontecer com frequência, e contar com a presença de mais associações, para que todos participem e votem sobre as decisões do nosso esporte aqui no Estado”, comentou o presidente da federação Reiginaldo Ferreira.

 

Raio X das finais na Joaquina.

 

Após 60 baterias e 994 ondas surfadas em 10 categorias, a  etapa do Circuito Fecasurf SCQS 6.000 teve seu desfecho em um final de tarde gelado na ilha catarinense.

Categorias de Base:

Infantil e Petiz:

O paranaense Anuar Chiah comemorou os títulos Infantil e Petiz desta etapa, marcando a segunda maior nota do evento(7.75), e levando duas pranchas como prêmio para Matinhos(PR).

Mirim e Iniciantes:

Outro surfista que venceu duas categorias neste final de semana foi Heitor Mueller, de São Francisco do Sul(SC). Na Mirim, ele travou um confronto acirrado com seu conterrâneo Artur Romão, que terminou em 2º lugar, por uma diferença de apenas 1 ponto. Na decisão Iniciantes, a diferença em relação ao chileno Noel De La Torre, vice-campeão da categoria foi menor ainda, 0,85 pontos, com Heitor fazendo a melhor nota da decisão (6,50 pontos).

 

Surf Feminino: Foram três categorias disputadas e três campeãs diferentes.

Feminino Sub-12:

As disputas dessa divisão tem se tornado cada vez mais acirrada entre as meninas a cada etapa. A paranaense Luara Mandelli achou as melhores ondas na final, e venceu a etapa na Joaquina.

Feminino Sub-16:

A bateria foi decidida nos minutos finais, com a vitória de Rafaela Coelho, da Guarda do Embaú(SC), deixando Pamela Mel em segundo lugar. As duas abriram vantagem em relação a suas oponentes, e travaram quase que um confronto particular pelo título na Joaquina.

Feminino Open:

Pamela Mel entrou na decisão Open focada no título, após ficar com o vice-campeonato na Sub-16. A tarefa dela não foi fácil, e pra isso teve que superar a experiência de Susa Leal, que andava sumida das competições estaduais, e saiu da Joaquina com o vice-campeonato na etapa.

Master:

Categoria que voltou a pontuar para o ranking da Fecasurf em 2018, a Master reúne atletas com larga experiência nas competições, e muitos nomes conhecidos do esporte.

Álvaro Bacana festejou mais uma vitória em sua longínqua carreira, e teve seu título valorizado pela segunda colocação de Guga Arruda, que parece ter retomado o gosto de vestir a lycra de competição.

Junior:

Desde sábado Uriel Sposaro já mostrava sincronia total com a Joaquina, imprimindo um ritmo forte e impressionando com performances sólidas, sempre no limite.

 Na decisão, Sposaro conseguiu a onda da vitória (6.35) apenas em sua sétima participação, deixando João Godoy na segunda posição.

Open:

No apagar das luzes de um domingo gelado, a final Open fechou a etapa reunindo dois surfistas de Floripa e dois do litoral norte do Estado.

Depois de um tempo ausente nas competições amadoras, João Godoy reapareceu com força e venceu a categoria Open. A diferença entre os finalistas foi pequena, e Godoy fez valer o conhecimento local e vencer a etapa. Completando a lista, em segundo lugar ficou Derek Adriano,de Navegantes(SC), terceiro para André Gonçalves, de Balneário Camboriú(SC) e na quarta colocação Bruno Silva, do Campeche.

 etapa do Circuito Fecasurf SCQS 6.000 2018 tem o patrocínio da Prefeitura Municipal de Florianópolis e Fundação Municipal de Esportes. Apoio: Resort Costão do Santinho, Ciawax, Banana Wax, Pro Side, Ilha Store, Joaquina Beach Hotel, Cris Hotel, Hot Glass, Restaurante Maurílio I, Mix Fins, Kxo Surfboards, Restaurante Pedra Careca, Chapéu de Palha, Silverbay, Riu Kiu, Quimikall Surf Reparos, North Sea, Jalmir Rodrigues Shaper Designs, Trips Surfboards, Xtreme Sport Vision, TR Surfboards, Pizzaria Forno Temperado e Clínica de Quiropraxia Coluna Ativa.Realização: ASJ (Associaç��o de Surf da Joaquina) e Fecasurf (Federação Catarinense de Surf).

Resultado

Open

1º- João Godoy

2º- Derek Adriano

3º- André Gonçalves

4º- Bruno Silva

 

Junior

1º- Uriel Sposaro

2º- João Godoy

3º- Leon De La Torre(Chile)

4º- Artur Romão

 

Mirim

1º- Heitor Mueller

2º- Artur Romão

3º- Noel De La Torre (Chile)

4º- Maximus Petrina

 

Petiz

1º- Anuar Chiah

2º- Ryan Martins

3º- Guilherme Pacheco

4º- Kauã Carvalho

 

Infantil

1º- Anuar Chiah

2º- Gabriel Ogasahara

3º- Takeshi Oyama

4º- Pedro Souza

 

Master

1º- Álvaro Bacana

2º- Guga Arruda

3º-Tiago Farias

4º- Azul Fonseca

 

Iniciantes

1º- Heitor Mueller

2º-Noel De La Torre (Chile)

3º- Noah Machado

4º- Gustavo Ramalho

 

Feminino Sub 12

1ª- Luara Mandelli

2ª- Luiza Rosa Teixeira

3ª- Maria Amélia

4ª- Luara Maciel Raupp

 

Feminino Sub 16

1ª- Rafaela Coelho

2ª- Pamela Mel

3ª- Ana Luiza Romão

4ª- Kiany Hyakutake

 

Feminino Open

1ª- Pamela Mel

2ª- Susa Leal

3ª- Rafaela Coelho

4ª- Ana Luiza Romão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*

dois × um =