Heitor Alves é o campeão em Torres

 

 

Heitor Alves é o grande campeão Profissional da Taça Monte Bello PRO/AM de Surf

A praia mais charmosa do Rio Grande do Sul recebeu etapa de Surf Profissional e Amador neste final de semana

 

Pódio profissional - Foto Luciano Sombrio

Pódio do Profissional - Foto Luciano Sombrio

Pódio do Profissional – Foto Luciano Sombrio

Heitor Alves - Foto Luciano Sombrio

Heitor Alves – Foto Luciano Sombrio

Heitor Alves - Foto Luciano Sombrio

Heitor Alves – Foto Luciano Sombrio

O evento, que conta com a apresentação da De Lucca Surf Skate, reuniu alguns dos melhores surfistas Amadores e Profissionais do Sul do Brasil em busca dos pontos para os rankings da ABRASP e LRS.

Estavam em jogo 12 categorias Amadoras e mais a Profissional, que distribuiu R$ 5.000,00 e mais 350 pontos no ranking da ABRASP. Entre os Amadores foram distribuídas oito pranchas de surf da Malimma Surfboard, kits de acessórios e muitos brindes.

Entre os Profissionais um dos destaques foi cearense Heitor Alves, que até 2016 integrava a elite do Surf Mundial e hoje compete em eventos nacionais e internacionais. Heitor conseguiu somar 15 pontos em suas duas melhores ondas. O representante do Rio Grande do Sul na disputa, Stefano Dornelles, local de Torres, empolgou a torcida na beira da praia a cada manobra na grande final, somando 12,25 pontos. O terceiro colocado foi o cearense Magno Rodrigues (8,95), seguido por Edson de Pra (8,85), representando o Paraná.

Todas as notas, de todas as ondas surfadas na competição, podem ser conferidas ao acessar http://www.surfpro.com.br/2018/ligars/02_torres/liga02.htm.

“Quero agradecer a todos que organizaram esta competição. Fiquei todos os dias aqui na beira da praia e acompanhei todo o trabalho dos juízes, que usaram sempre um bom critério de avaliação. Todas as categorias tinham atletas quebrando, desde os grommets até a final profissional. Eram manobras de tudo quanto era lado, cada uma melhor que a outra, o que mostra que o Surf está evoluído. Para esta molecada acredito que precisem de força de vontade e coragem de correr o mundo para competir. Ser surfista profissional não é nada fácil, é preciso abdicar de algumas coisas. Trouxe a final para mim como um grande treino, encarei cada bateria como um treino para conseguir chegar na elite novamente. No Mundial ficamos nervosos em cada bateria, e tenho utilizado outras competições para treinar e trabalhar este lado, fazer o que agente sabe fazer. Todos estão de parabéns, teve altas ondas do início ao fim”, destacou Heitor Alves.

Já o representante gaúcho na final, Stefano Dornelles, destacou a qualidade técnica do evento. “É uma satisfação enorme fazer uma final dessas, não estava focado em competições, e talvez por não carregar a pressão do resultado pude curtir cada disputa, curtir cada momento. Fazer a final com o Heitor, com o Magno e o Edson é muito bom, o nível técnico é extremamente alto e só valoriza cada ponto. Talvez se na minha primeira onda eu tivesse explorado melhor a onda, tirado o máximo em cada manobra o resultado poderia ser ainda melhor. Mas sou muito grato por este resultado, e só tenho motivos para comemorar”.

O final de semana de luxo na Prainha presenteou a todos que acompanharam de perto das disputas. O sol brilhou forte, e a temperatura da água, que estava com a coloração verde, convidou ao banho. Quem optou por estar em Torres pode aproveitar um verdadeiro final de semana de verão.

O campeão da categoria Open foi o surfista cearense Janifer de Souza com 12 pontos. O segundo colocado foi José Luiz Mello, representante de Atlântida (RS), que somou 11,60 em suas duas melhores ondas. O terceiro colocado foi também cearense Magno Rodrigues com 10,25 pontos. O paranaense Fabio Martins foi o quarto colocado com 7,25 pontos.

O grande campeão da categoria Gran Master, que é a novidade do Circuito, foi Marcelo Lemos, somando 9,40 pontos em suas duas melhores ondas. Seguido por Carlos Santos (7,90), Flávio Jardim (6,60), e Capitão David (4,65).

Na categoria Grommets o vencedor foi Gabriel Behm somando 8,65 pontos, seguido por Northon Porto (4,60) e Victor Midon (3,25).

Entre os atletas da Iniciantes quem se deu bem foi Kaique Garcia com 9,75 pontos. O segundo colocao foi Isaac Machado com 5,00 pontos, seguido por Bruno Batista (2,65) e Victor Midon (2,60).

O melhor Júnior foi Edson de Pra, que atingiu 13,00 pontos em suas duas melhores ondas. O segundo colocado foi Wallace Vasco (12,50), o terceiro foi Fabio Martins (9,90), e o quarto foi Gabriel Chieli (6,00).

Capitão David não deu chances para ninguém e levou a melhor na categoria Longboard somando 10,25 pontos. O segundo colocado foi Edson Almeida (9,75), o terceiro Márcio Midon (9,05), e o quarto foi Renan Rodrigues (4,60).

O melhor Master foi Ki Fornari com 12,35 pontos. Felipe Kita Martins ficou na segunda colocação somando 9,75 pontos, seguido por Humberto Rocha (9,05) e Gil Pereira (7,40).

Na categoria Mirim o melhor colocado foi Wallace Vasco com 12,75 pontos. O segundo colocado foi kaique Garcia com 9,00 pontos. O terceiro foi Ferpa Becker com 6,10 pontos, e o quarto colocado foi Gabriel Castro com 3,50.

Na categoria Senior o campeão foi Felipe Kita Martins com o somatório de 13,00 pontos. O segundo foi Robson Pinheiro (11,65), o terceiro Renan Borba (10,65), e o quarto foi Jonas Brocca (10,65).

A grande campeã da categoria Feminino foi Gabriela Prado com a pontuação de 4,35. A segunda colocada foi Nayalin Feler com 3,85 pontos. Eduarda Giordani ficou em terceiro com 3,50 pontos. A quarta colocada foi Manu Ronnau com 2,85 pontos.

A categoria Petiz é uma bateria de apresentação, em que todos os participantes são premiados. Os surfistas vencedores foram: Lucas Costa, Yago Batista, Sthefany Becker, Lorenzo Souza, Antonio Dessimon, Pedro Sommer, Theodoro Rangel, João Vitor, Erick Porto, Lucas Clezer, Joaquin Bitelo, Cadu Machado e Lucas Ramos.

Ação Ambiental

Os voluntários do Projeto Praia Limpa recolheram durante a manhã deste domingo mais de 50 kg de lixos somente na Prainha. O grande vilão é o microlixo, formado especialmente por tampinhas e canudos plásticos. Outro item inusitado recolhido foi a carcaça de uma televisão. Em uma faixa de praia de aproximadamente mil metros, e que é limpa regularmente, foram encontradas muitas bitucas de cigarro, que é outro problema ambiental que merece toda a atenção. Todos os eventos de Surf em Torres contam com a execução de ações de limpeza de praia dos voluntários do Praia Limpa. Nesta edição foram mais de 30 voluntários engajados em manter o planeta limpo. “Procuramos realizar um trabalho sistêmico e que traga benefícios para todos. É extremamente importante o apoio de todos, seja como voluntários ou simplesmente recolhendo o seu lixo ao final do dia”, comentou Alexis Sanson, que coordena o Projeto.

Festa Oficial

Durante a noite do sábado foi realizada no Bora-Bora Club uma grande festa oficial do evento. O momento serviu para integrar os atletas e o público. Durante a festa foi realizada a premiação dos campeões do Circuito Amador de 2017.

O presidente da Liga Rio-Grandense de Surf, Fernando Paraguassú, destacou a importância da união no Surf no Sul do país. “Quero agradecer a confiança de quem veio participar do nosso evento. Agradeço as famílias que mais uma vez abrilhantaram a beira da praia. Também somos muito gratos a cada um dos parceiros que estiveram conosco em mais uma etapa. Queremos a união para somar forças e transformar o Surf em um esporte forte. A participação de atletas de outros estados ratifica o nosso trabalho, só temos a agradecer a todos os envolvidos”.

A De Lucca Surf Skate apresentou a Taça Monte Bello PRO/AM de Surf 2018, que contou com os patrocínios do restaurante Cantinho do Pescador, Infinity Imobiliária Digital, Malimma Surf Boards, Pompeu Aterro e Demolição e Construtora Monte Bello. O apoio foi do Restaurante Pioneiro, Banana Wax, Free Surf, Billabong, Magazine Casa São Paulo, Hip Chick, Praia Limpa, Contest.Ads, Grown Company, Pizza da Hora, Cotiza S/A, AtlSurf, Bolinhos da Maroca, Subway, Rede Mercadão dos Óculos, Portal Torres Hotel e Asnet. A realização foi da Liga Rio-grandense de Surf (LRS) em parceria com Associação dos Surfistas de Torres (AST), Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP) e Prefeitura Municipal de Torres (PMT). A supervisão técnica foi da Associação Gaúcha de Árbitros (AGA).

 

Gabriel de Mello

Assessoria de Comunicação da LRS

51 999429922

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*

dezenove + 16 =