Começa o primeiro QS 6000 do ano na Austrália

Jeronimo Vargasprogresses thtough Round 1 at the 2018 Burton Automotive Pro

Jeronimo Vargasprogresses thtough Round 1 at the 2018 Burton Automotive Pro

Começou nesta segunda-feira na Austrália a primeira das duas etapas seguidas do QS 6000 que no ano passado foram vencidas por brasileiros. O catarinense Yago Dora não foi defender o título do tradicional Surfest de Newcastle nessa semana, mas o paulista Jessé Mendes está lá para tentar a vitória que lhe escapou na decisão verde-amarela que fechou o Burton Automotive Pro em 2017. Ele faz parte da lista dos cabeças de chave que entram na segunda fase. A primeira foi realizada na segunda-feira e dos 27 sul-americanos que competiram, apenas onze passaram suas primeiras baterias nas boas ondas de 3-5 pés de Merewether Beach no primeiro dia.

As primeiras classificações foram conquistadas pelos brasileiros Samuel Pupo e Jeronimo Vargas, que avançaram em segundo lugar na quarta e sétima baterias, respectivamente. Já a primeira vitória verde-amarela aconteceu na 11.a, com o baiano Marco Fernandez derrotando o australiano Shane Campbell, o havaiano Kaito Kino e o francês Paul Cesar Distinguin. O capixaba Rafael Teixeira e o carioca Lucas Silveira também ganharam suas primeiras baterias no QS 6000 Burton Automotive Pro, assim como o chileno Manuel Selman e o peruano Lucca Mesinas, completando cinco vitórias sul-americanas na primeira fase.

Na do chileno Manuel Selman, dois brasileiros disputaram a segunda vaga e o paulista Victor Bernardo foi melhor do que o baiano Yagê Araujo. Além de Victor Bernardo, mais cinco brasileiros passaram em segundo lugar nas suas baterias, os também paulistas Samuel Pupo, David do Carmo e Robson Santos, o carioca Jeronimo Vargas e o pernambucano Luel Felipe. Eram tantos sul-americanos que em duas baterias, eram três disputando apenas duas vagas para a segunda fase.

A primeira participação tripla aconteceu na 12.a bateria, vencida pelo francês Nomme Mignot. Na disputa pelo segundo lugar, David do Carmo acabou despachando o saquaremense João Chianca e o uruguaio Marco Giorgi. A outra foi na 21.a bateria, encerrada com a primeira dobradinha sul-americana do chileno Manuel Selman e do brasileiro Victor Bernardo sobre Yagê Araujo e o havaiano Cody Young.

Entre os eliminados, destaque para o paulista Weslley Dantas, que vinha embalado de um excelente terceiro lugar na final do QS 3000 Volcom Pipe Pro nos tubos de Pipeline e estava na porta de entrada do grupo dos dez surfistas que se classificam para a elite dos top-34 da World Surf League pelo ranking do WSL Qualifying Series. Ele foi um dos seis brasileiros que ficaram em terceiro lugar nas suas baterias, além de dois peruanos e um uruguaio. Com a derrota prematura, Weslley certamente vai cair muitas posições no primeiro QS 6000 do ano.

CABEÇAS DE CHAVE

Samuel Pupo progresses thtough Round 1 at the 2018 Burton Automotive Pro

Samuel Pupo progresses thtough Round 1 at the 2018 Burton Automotive Pro

Além dos 27 sul-americanos que entraram na rodada inicial, mais quinze fazem parte da lista dos 48 cabeças de chave que irão estrear na segunda fase do QS 6000 Burton Automotive Pro. Entre eles, estão quatro das cinco novidades na “seleção brasileira” que vai disputar o CT esse ano, como o cearense Michael Rodrigues na terceira bateria, o paulista Jessé Mendes na oitava e os catarinenses Tomas Hermes na 16.a e Willian Cardoso na 21.a. A única ausência é justamente a do campeão desta etapa em 2017, Yago Dora.

Outros brasileiros ex-integrantes da elite do CT também estão entre os cabeças de chave, como os três que perderam suas vagas no ano passado, Miguel Pupo que vai estrear junto com Deivid Silva na décima bateria, Jadson André na 14.a e Wiggolly Dantas na 19.a. Desta lista também faz parte um peruano, Miguel Tudela, que está na 16.a bateria junto com o catarinense Tomas Hermes.

Acompanhe a transmissão ao vivo do QS 6000 Burton Automotive Pro direto de Newcastle na Austrália pelo www.worldsurfleague.com

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE

A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 180 eventos globais que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Kai Lenny, Taylor Jensen, Honolua Blomfield, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.

—————————————————————-

João Carvalho – WSL South America Media Manager

(48) 999-882-986 – jcarvalho@worldsurfleague.com

—————————————————————-

BATERIAS DOS SUL-AMERICANOS NA SEGUNDA FASE DO QS 6000 DE NEWCASTLE:

———–3.o=49.o lugar (US$ 550 e 400 pontos) / 4.o=73.o lugar (US$ 450 e 370 pontos)

2.a: Alejo Muniz (BRA), Hiroto Ohhara (JPN), Cole Houshmand (EUA), Hiroto Arai (JPN)

3.a: Michael Rodrigues (BRA), Cooper Chapman (AUS), Tristan Guilbaud (FRA), Samuel Pupo (BRA)

7.a: Jorgann Couzinet (FRA), Alex Ribeiro (BRA), Parker Coffin (EUA), Charles Martin (FRA)

8.a: Jessé Mendes (BRA), Adam Melling (AUS), Jeronimo Vargas (BRA), Takumi Nakamura (JPN)

10: Miguel Pupo (BRA), Deivid Silva (BRA), Tomas King (CRI), Mitch Crews (AUS)

11: Leonardo Fioravanti (ITA), Carlos Munoz (CRI), Marco Fernandez (BRA), David do Carmo (BRA)

13: Connor O´Leary (AUS), Jack Freestone (AUS), Matt Banting (AUS), Luel Felipe (BRA)

14: Jadson André (BRA), Maxime Huscenot (FRA), Kade Matson (EUA), Finn McGill (HAV)

15: Michael February (AFR), Flavio Nakagima (BRA), Rafael Teixeira (BRA), Reef Heazlewood (AUS)

16: Tomas Hermes (BRA), Miguel Tudela (PER), Billy Stairmand (NZL), Ariihoe Tefaafana (TAH)

17: Kanoa Igarashi (EUA), Ryan Callinan (AUS), Lucas Silveira (BRA), Robson Santos (BRA)

18: Peterson Crisanto (BRA), Vasco Ribeiro (PRT), Dean Bowen (AUS), Kaito Ohashi (JPN)

19: Wiggolly Dantas (BRA), Mikey Wright (AUS), Jackson Baker (AUS), Michael Dunphy (EUA)

21: Willian Cardoso (BRA), Ramzi Boukhiam (MAR), Manuel Selman (CHL), Benji Brand (HAV)

22: Ian Gouveia (BRA), Dion Atkinson (AUS), Victor Bernardo (BRA), Lucca Mesinas (PER)

23: Nat Young (EUA), Bino Lopes (BRA), Liam O´Brien (AUS), Evan Geiselman (EUA)

RESULTADOS DOS SUL-AMERICANOS NA SEGUNDA-FEIRA EM NEWCASTLE:

PRIMEIRA FASE – 3.o=97.o lugar com 120 pontos e 4.o=121.o lugar com 75 pontos:

1.a: 1-Rio Waida (IDN), 2-Cole Houshmand (EUA), 3-Marcos Correa (BRA), 4-Noe Mar McGonagle (CRI)

3.a: 1-Tristan Guilbaud (FRA), 2-Marc Lacomare (FRA), 3-Nelson Cloarec (FRA), 4-Leandro Usuna (ARG)

4.a: 1-Jake Marshall (EUA), 2-Samuel Pupo (BRA), 3-Aritz Aranburu (ESP), 4-Vitor Mendes (BRA)

5.a: 1-Barron Mamiya (HAV), 2-Mihimana Braye (TAH), 3-Weslley Dantas (BRA), 4-Jordan Lawler (AUS)

6.a: 1-Seth Moniz (HAV), 2-Quinn Bruce (AUS), 3-Jared Hickel (AUS), 4-Hizunomê Bettero (BRA)

7.a: 1-Parker Coffin (EUA), 2-Jeronimo Vargas (BRA), 3-Torrey Meister (HAV), 4-Tomas Fernandes (PRT)

10: 1-Mitch Crews (AUS), 2-Beyrick De Vries (AFR), 3-Thiago Guimarães (BRA), 4-Yuji Mori (JPN)

11: 1-Marco Fernandez (BRA), 2-Shane Campbell (AUS), 3-Kaito Kino (JPN), 4-Paul Cesar Distinguin (FRA)

12: 1-Nomme Mignot (FRA), 2-David do Carmo (BRA), 3-Marco Giorgi (URU), 4-João Chianca (BRA)

14: 1-Finn McGill (HAV), 2-Luel Feipe (BRA), 3-Alonso Correa (PER), 4-Kei Kobayashi (EUA)

15: 1-Rafael Teixeira (BRA), 2-Billy Stairmand (NZL), 3-Jack Robinson (AUS), 4-Shun Murakami (JPN)

16: 1-Ariihoe Tefaafana (TAH), 2-Reef Heazlewood (AUS), 3-Jacob Willcox (AUS), 4-Thiago Camarão (BRA)

17: 1-Lucas Silveira (BRA), 2-Dean Bowen (AUS), 3-Mateus Herdy (BRA), 4-Joh Azuchi (JPN)

18: 1-Kaito Ohashi (JPN), 2-Robson Santos (BRA), 3-Raoni Monteiro (BRA), 4-Oney Anwar (IDN)

20: 1-Matthew McGillivray (AFR), 2-Michael Dunphy (EUA), 3-Shuji Nishi (JPN), 4-Santiago Muniz (ARG)

21: 1-Manuel Selman (CHL), 2-Victor Bernardo (BRA), 3-Yagê Araujo (BRA), 4-Cody Young (HAV)

22: 1-Lucca Mesinas (PER), 2-Benji Brand (HAV), 3-Diego Mignot (FRA), 4-Gabriel Farias (BRA)

23: 1-Liam O´Brien (AUS), 2-Mason Ho (HAV), 3-Tomas Tudela (PER), 4-Kalani Ball (AUS)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*

2 × três =