Alex Ribeiro entra no G-10

By João Carvalho

 

O paulista Alex Ribeiro é o mais novo brasileiro a entrar na lista provisória dos dez indicados pelo WSL Qualifying Series para a elite dos top-34 do World Surf League Championship Tour. Ele parou nas semifinais do QS 6000 Ichinomiya Chiba Open, perdendo apenas para o campeão da etapa encerrada neste sábado no Japão, o australiano Ryan Callinan. Com o terceiro lugar, Alex subiu da 21.a para a sexta posição no G-10, que agora tem cinco brasileiros. Ele bateu o líder do ranking, Alejo Muniz, nas quartas de final e Deivid Silva assumiu a segunda posição, Jadson André subiu para a quinta e Miguel Pupo é o sétimo na classificação geral das trinta etapas completadas no Japão. A próxima é o QS 3000 Maui and Sons Arica Pro Tour, que começa nesta terça-feira nos tubos desafiadores de El Gringo, no Chile.


Alex Ribeiro (Foto @WSL / Kawana)

Quem acabou saindo do G-10 foi o peruano Lucca Mesinas, que não competiu no QS 6000 do Japão e nem na outra etapa realizada nesta semana, o QS 1500 Heroes de Mayo Iquique Pro encerrado na quinta-feira com vitória australiana de Jack Robinson sobre o peruano Alonso Correa nas ondas de La Punta, no norte do Chile. No Ichinomiya Chiba Open, os brasileiros brilharam nas ondas de Chida Point, em Chiba. No ano passado, o paulista Jessé Mendes ganhou este evento que foi decisivo para sua classificação para a elite dos top-34 de 2018.

Agora outro paulista chegou perto de repetir o feito, mas o australiano Ryan Callinan achou as melhores ondas que entraram na bateria para derrotar Alex Ribeiro por 11,33 a 5,66 pontos. Mesmo assim, os 3.550 pontos recebidos pelo terceiro lugar no Japão, foram suficientes para o surfista da Praia Grande saltar da 21.a para a sexta posição no ranking. A última bateria que Alex ganhou em Chiba foi nas quartas de final contra o catarinense Alejo Muniz, que se tornou o primeiro a ultrapassar a barreira dos 10.000 pontos no WSL Qualifying Series esse ano.


Jadson André (Foto @WSL / Kawana)

Outros dois brasileiros perderam nas quartas de final e terminaram em quinto lugar no Ichinomiya Chiba Open, marcando 2.650 pontos no ranking. O potiguar Jadson André vinha fazendo grandes apresentações em Shida Point, mas foi batido pelo vice-campeão do QS 6000 do Japão, Seth Moniz, que já tinha eliminado o paulista Flavio Nakagima nas oitavas de final. No duelo seguinte, o baiano Marco Fernandez perdeu para o costa-ricense Noe Mar McGonagle, mas ganhou quarenta posições no ranking, subindo do 64.o para o 24.o lugar.

O baiano agora é o segundo brasileiro que está mais próximo da zona de classificação para o CT 2019, abaixo do paulista Victor Bernardo em 23.o e de dois peruanos, Lucca Mesinas em 17.o e Miguel Tudela em 21.o lugar. E com a nona posição no QS 6000 do Japão, Flavio Nakagima também deu um grande salto, de 95.o para quadragésimo no ranking. Outro que subiu bastante foi o jovem catarinense Mateus Herdy, atual campeão sul-americano Pro Junior da WSL South America, que também ficou em nono lugar perdendo nas oitavas de final no Japão e saiu da centésima para a 44.a colocação.


Ryan Callinan (Foto @WSL / Kawana)

NOVIDADES NO G-10 – Além de Alex Ribeiro, mas dois surfistas entraram no G-10 no Japão, os finalistas do Ichinomiya Chiba Open. Com os 6.000 pontos da vitória, o australiano Ryan Callinan subiu da 76.a para a quarta posição e o vice-campeão, Seth Moniz, que marcou 4.500 pontos, saiu do 73.o para o décimo lugar, fechando a lista dos dez que se classificam para o CT pelo ranking de acesso da World Surf League. Esta foi a terceira das quatro etapas com status QS 6000 do calendário do WSL Qualifying Series esse ano. A última é o Pantin Classic Galicia Pro, que será disputada entre os dias 28 de agosto de 02 de setembro na Espanha.

Mais informações, notícias, fotos, vídeos e todos os resultados do QS 6000 Ichinomiya Chiba Open do Japão podem ser acessada na página do evento no www.worldsurfleague.com


Alejo Muniz (Foto @WSL / Kawana)

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 180 eventos globais que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Kai Lenny, Taylor Jensen, Honolua Blomfield, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.

—————————————————————-

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

—————————————————————-

G-10 DO WSL QUALIFYING SERIES – 30 etapas:

1.o: Alejo Muniz (BRA) – 10.980 pontos

2.o: Deivid Silva (BRA) – 8.660

3.o: Mikey Wright (AUS) – 8.505

4.o: Ryan Callinan (AUS) – 8.280

5.o: Jadson André (BRA) – 8.210

6.o: Alex Ribeiro (BRA) – 8.130

7.o: Miguel Pupo (BRA) – 7.770

8.o: Evan Geiselman (EUA) – 7.570

9.o: Leonardo Fioravanti (ITA) – 7.110

10: Seth Moniz (HAV) – 6.780

——próximos sul-americanos até 100:

17: Lucca Mesinas (PER) – 5.750 pontos

21: Miguel Tudela (PER) – 5.460

23: Victor Bernardo (BRA) – 5.080

24: Marco Fernandez (BRA) – 5.070

32: Michael Rodrigues (BRA) – 4.200

34: Bino Lopes (BRA) – 3.935

35: Rafael Teixeira (BRA) – 3.830

37: Peterson Crisanto (BRA) – 3.720

39: Ian Gouveia (BRA) – 3.650

40: Flavio Nakagima (BRA) – 3.610

41: Tomas Tudela (PER) – 3.600

44: Mateus Herdy (BRA) – 3.560

52: Willian Cardoso (BRA) – 3.350

55: Weslley Dantas (BRA) – 3.130

56: Alonso Correa (PER) – 3.085

60: Thiago Camarão (BRA) – 2.960

61: Wiggolly Dantas (BRA) – 2.930

63: Marcos Correa (BRA) – 2.895

73: Samuel Pupo (BRA) – 2.655

79: Yuri Gonçalves (BRA) – 2.480

84: Marco Giorgi (URU) – 2.350

88: Luel Felipe (BRA) – 2.330

94: Jeronimo Vargas (BRA) – 2.270

95: Santiago Muniz (ARG) – 2.260

97: Manuel Selman (CHL) – 2.240

98: Joaquin del Castillo (PER) – 2.210

100: Tomas Hermes (BRA) – 2.200

100: Pedro Neves (BRA) – 2.200

103: Lucas Silveira (BRA) – 2.160

108: Guillermo Satt (CHL) – 2.100

109: Wesley Santos (BRA) – 2.085

111: José Gundesen (ARG) – 2.080

DECISÃO DO TÍTULO DO QS 6000 ICHINOMIYA CHIBA OPEN:

Campeão: Ryan Callinan (AUS) por 13,20 pontos (7,00+6,20) – US$ 25.000 e 6.000 pontos

Vice-campeão: Seth Moniz (HAV) com 11,70 pontos (6,00+5,70) – US$ 12.000 e 4.500 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com 3.550 pontos e US$ 5.500 de prêmio:

1.a: Seth Moniz (HAV) 12.04 x 10.84 Noe Mar McGonagle (CRI)

2.a: Ryan Callinan (AUS) 11.33 x 5.66 Alex Ribeiro (BRA)

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com 2.650 pontos e US$ 3.000 de prêmio:

1.a: Seth Moniz (HAV) 15.17 x 11.17 Jadson André (BRA)

2.a: Noe Mar McGonagle (CRI) 13.00 x 10.47 Marco Fernandez (BRA)

3.a: Ryan Callinan (AUS) 14.40 x 11.90 Charles Martin (FRA)

4.a: Alex Ribeiro (BRA) 12.90 x 11.07 Alejo Muniz (BRA)

RESULTADOS DOS SUL-AMERICANOS NAS PRIMEIRAS FASES:

OITAVAS DE FINAL – Derrota=9.o lugar com 1.550 pontos e US$ 2.500 de prêmio:

1.a: Jadson André (BRA) 17.00 x 13.93 Miguel Pupo (BRA)

2.a: Seth Moniz (HAV) 13.94 x 8.67 Flavio Nakagima (BRA)

4.a: Marco Fernandez (BRA) 17.10 x 13.50 Thiago Camarão (BRA)

5.a: Charles Martin (FRA) 15.43 x 13.73 Mateus Herdy (BRA)

7.a: Alejo Muniz (BRA) 14.73 x 11.77 Stuart Kennedy (AUS)

8.a: Alex Ribeiro (BRA) 14.30 x 13.60 Vasco Ribeiro (PRT)

QUARTA FASE – 3.o=17.o lugar com 1.050 pontos e US$ 2.000 de prêmio:

1.a: 1-Miguel Pupo (BRA), 2-Flavio Nakagima (BRA), 3-Michael Dunphy (EUA)

2.a: 1-Seth Moniz (HAV), 2-Jadson André (BRA), 3-Dion Atkinson (AUS)

3.a: 1-Matt Banting (AUS), 2-Marco Fernandez (BRA), 3-Ricardo Christie (NZL)

4.a: 1-Thiago Camarão (BRA), 2-Noe Mar McGonagle (CRI), 3-Tomas Tudela (PER)

5.a: 1-Mateus Herdy (BRA), 2-Ryan Callinan (AUS), 3-Ian Crane (EUA)

7.a: 1-Alejo Muniz (BRA), 2-Alex Ribeiro (BRA), 3-Deivid Silva (BRA)

TERCEIRA FASE – 3.o=25.o lugar (US$ 1.300 e 700 pts) e 4.o=37.o lugar (US$ 1.200 e 650 pts):

1.a: 1-Miguel Pupo (BRA), 2-Dion Atkinson (AUS), 3-Marc Lacomare (FRA), 4-Benji Brand (HAV)

2.a: 1-Michael Dunphy (EUA), 2-Seth Moniz (HAV), 3-Bino Lopes (BRA), 4-Victor Bernardo (BRA)

3.a: 1-Jadson André (BRA), 2-Flavio Nakagima (BRA), 3-Miguel Tudela (PER), 4-Ryan Slattery (AUS)

4.a: 1-Marco Fernandez (BRA), 2-Noe Mar McGonagle (CRI), 3-Ethan Ewing (AUS), 4-Kaito Ohashi (JPN)

5.a: 1-Matt Banting (AUS), 2-Tomas Tudela (PER), 3-Nat Young (EUA), 4-David Vlug (AUS)

6.a: 1-Thiago Camarão (BRA), 2-Ricardo Christie (NZL), 3-Reef Heazlewood (AUS), 4-Ramzi Boukhiam (MAR)

8.a: 1-Mateus Herdy (BRA), 2-Leonardo Fioravanti (ITA), 3-Maxime Huscenot (FRA), 4-Colt Ward (EUA)

9.a: 1-Charles Martin (FRA), 2-Ryan Callinan (AUS), 3-Santiago Muniz (ARG), 4-Heitor Alves (BRA)

10: 1-Deivid Silva (BRA), 2-Stuart Kennedy (AUS), 3-Barron Mamiya (HAV), 4-Vitor Mendes (BRA)

11: 1-Alejo Muniz (BRA), 2-Vasco Ribeiro (PRT), 3-Davey Cathels (AUS), 4-Mitch Coleborn (AUS)

12: 1-Jake Marshall (EUA), 2-Alex Ribeiro (BRA), 3-Marcos Correa (BRA), 4-Harley Ross (AUS)

SEGUNDA FASE – 3.o=49.o lugar (US$ 550 e 400 pts) e 4.o=73.o lugar (US$ 450 e 370 pts):

1.a: 1-Miguel Pupo (BRA), 2-Michael Dunphy (EUA), 3-Teppei Tajima (JPN), 4-Jared Hickel (AUS)

2.a: 1-Dion Atkinson (AUS), 2-Victor Bernardo (BRA), 3-Mitch Crews (AUS), 4-Koa Smith (HAV)

4.a: 1-Bino Lopes (BRA), 2-Marc Lacomare (FRA), 3-Nolan Rapoza (EUA), 4-Billy Stairmand (NZL)

5.a: 1-Jadson André (BRA), 2-Kaito Ohashi (JPN), 3-Reo Inaba (JPN), 4-Rio Waida (IDN)

6.a: 1-Flavio Nakagima (BRA), 2-Ethan Ewing (AUS), 3-Charly Quivront (FRA), 4-Timothee Bisso (FRA)

7.a: 1-Marco Fernandez (BRA), 2-Miguel Tudela (PER), 3-Kaito Kino (HAV), 4-Lucas Silveira (BRA)

9.a: 1-Nat Young (EUA), 2-Thiago Camarão (BRA), 3-Robson Santos (BRA), 4-Momoto Tsuzuki (JPN)

10: 1-Tomas Tudela (PER), 2-Ricardo Christie (NZL), 3-Soli Bailey (AUS), 4-Joshua Burke (BRB)

11: 1-Ramzi Boukhiam (MAR), 2-David Vlug (AUS), 3-Yuri Gonçalves (BRA), 4-Peterson Crisanto (BRA)

13: 1-Jack Freestone (AUS), 2-Leonardo Fioravanti (ITA), 3-Mihimana Braye (TAH), 4-Yagê Araujo (BRA)

14: 1-Shun Murakami (JPN), 2-Mateus Herdy (BRA), 3-Aritz Aranburu (ESP), 4-Kiron Jabour (HAV)

15: 1-Colt Ward (EUA), 2-Hiroto Ohhara (JPN), 3-Rafael Teixeira (BRA), 4-Imaikalani Devault (HAV)

16: 1-Maxime Huscenot (FRA), 2-Ian Crane (EUA), 3-Luel Felipe (BRA), 4-Thiago Guimarães (BRA)

17: 1-Santiago Muniz (ARG), 2-Deivid Silva (BRA), 3-Matthew McGillivray (AFR), 4-Brett Simpson (EUA)

19: 1-Vitor Mendes (BRA), 2-Charles Martin (FRA), 3-Samuel Pupo (BRA), 4-Carlos Munoz (CRI)

20: 1-Stuart Kennedy (AUS), 2-Heitor Alves (BRA), 3-Masatoshi Ohno (JPN), 4-Saxon Lumsden (AUS)

21: 1-Mitch Coleborn (AUS), 2-Alex Ribeiro (BRA), 3-Kei Kobayashi (EUA), 4-Jackson Baker (AUS)

24: 1-Marcos Correa (BRA), 2-Alejo Muniz (BRA), 3-Ryo Miura (JPN), 4-Finn McGill (HAV)

PRIMEIRA FASE – 3.o=97.o lugar com 120 pontos e 4.o=121.o lugar com 75 pontos:

8.a: 1-Ty Watson (AUS), 2-Marco Fernandez (BRA), 3-Ariihoe Tefaafana (TAH), 4-Enzo Cavallini (FRA)

9.a: 1-Robson Santos (BRA), 2-Tomas Tudela (PER), 3-Slade Prestwich (AFR), 4-Kosuke Okamura (JPN)

12: 1-Reef Heazlewood (AUS), 2-Yuri Gonçalves (BRA), 3-Keijiro Nishi (JPN), 4-Yujiro Tsuji (JPN)

14: 1-Mateus Herdy (BRA), 2-Yagê Araujo (BRA), 3-Jacome Correia (PRT), 4-Jordy Collins (AUS)

15: 1-Imaikalani Devault (HAV), 2-Thiago Guimarães (BRA), 3-Arashi Kato (JPN), 4-Noah Beschen (HAV)

16: 1-Luel Felipe (BRA), 2-Colt Ward (EUA), 3-Yuji Mori (JPN), 4-Takumi Nakamura (JPN)

18: 1-Daiki Tanaka (JPN), 2-Santiago Muniz (ARG), 3-Kairi Noro (JPN), 4-Kalani Ball (AUS)

19: 1-Samuel Pupo (BRA), 2-Saxon Lumsden (AUS), 3-Gatien Delahaye (FRA), 4-Riley Laing (AUS)

20: 1-Masatoshi Ohno (JPN), 2-Vitor Mendes (BRA), 3-Liam O´Brien (AUS), 4-Hiroto Arai (JPN)

23: 1-Jake Marshall (EUA), 2-Marcos Correa (BRA), 3-Alan Donato (BRA), 4-Kaiki Yamanaka (JPN)

24: 1-Finn McGill (HAV), 2-Oney Anwar (IDN), 3-Gabriel Farias (BRA), 4-Hideyoshi Tanaka (JPN)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*

cinco × 5 =