Adriano de Souza é terceiro no Komune Bali Pro

 Adriano de Souza é terceiro no Komune Bali Pro. Foto: WSL / Hain.

Adriano de Souza é terceiro no Komune Bali Pro. Foto: WSL / Hain.

O último dia do Komune Bali Pro começou de forma épica para o brasileiro Adriano de Souza, que arrancou duas notas 10 na mesma bateria em Keramas, Indonésia. O top da elite mundial até teve outra belíssima atuação na semi, mas levou a virada na última onda e terminou em terceiro lugar no QS1.000 da World Surf League.

Nas quartas de final, Adriano arrancou duas notas 10 na mesma bateria, dando-se ao luxo de descartar 7.67 e 9.00 na vitória contra o australiano Shane Holmes, autor de 8.33 e 6.83.

No primeiro duelo da semi, Mineirinho travou um duelo sensacional com o australiano Brent Dorrington. O brasileiro vencia o duelo com 9.50 e 9.10, enquanto Brent, que estava atrás com 9.10 e 9.00, buscava 9.51 para virar.

Na última série da bateria, o australiano – que integra a equipe da Mad Hueys, patrocinador da etapa – arrancou 9.93 dos juízes (três chegaram a dar 10) e Mineiro obteve 8.80.

“Ele mereceu a nota naquela onda – estava assistindo do inside e vi tudo”, disse o brasileiro. “Queria fazer a final, desejava que fosse uma bateria de 25 minutos, mas parabéns a Brett – ele estava quebrando. Tive bons momentos neste evento, estou feliz por ter vindo. É muito divertido, fiz a minha primeira bateria perfeita, com 20 pontos, e agora estou empolgado para ir ao Brasil para o CT. Estarei de volta no próximo ano, com certeza”, garante Adriano.

O outro confronto da semifinal reuniu o indonésio Rio Waida, de apenas 16 anos, e o havaiano Sebastian Zietz. Nas quartas, Rio virou um duelo espetacular contra o australiano Mitch Parkinson, vencendo por 19.10 a 18.93 pontos. Já Zietz passou pelo australiano Nic Vasicek pelo placar de 16.30 a 14.90.

img2

Rio Waida e Brent Dorrington depois da finalíssima em Keramas. Foto: WSL / Hain.

Os dois atletas se enfrentaram em outra batalha emocionante e o indonésio levou a melhor com notas 9.63 e 9.07, contra 9.10 e 8.90 do top da elite mundial.

Na decisão, Brent Dorrington venceu Rio Waida por uma pequena diferença. O australiano somou 7.50 e 9.17, enquanto seu adversário obteve 8.83 e 7.73, perdendo por apenas 0.11.

“Uau! Que dia!”, comemorou Dorrington. “Este é o único campeonato que sempre quis vencer. É uma das minhas ondas favoritas, foi patrocinado pela The Mad Hueys e estou com todos os meus melhores amigos aqui. Rio me venceu por um momento, pensei que tudo tivesse acabado, mas pude reagir e conseguir a vitória. Agora é hora de celebrar”, falou o australiano.

Resultado

1 Brent Dorrington (AUS)
2 Rio Waida (IND)
3 Adriano de Souza (BRA)
3 Sebastian Zietz (HAV)

Texto por: Redação Waves

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*

5 × 5 =