Jean da Silva: O sorriso eterno

 

 

Revista NOB 2

A triste notícia pegou a todos de surpresa. Ainda é difícil acreditar que o sorriso fácil, a palavra amiga, o companheirismo constante e, principalmente, o carinho com os amigos e familiares não serão mais possíveis neste plano. Era impossível não ser seu amigo. No primeiro contato bastavam cinco minutos de conversa para que ele conquistasse não só a confiança, mas a admiração de quem estava ao seu redor. Por onde passou, seja na Barra do Sul, Hawaí, Austrália, Indonésia ou qualquer canto ou onda do mundo, deixou amigos, verdadeiros amigos, e uma legião de fãs, seja do seu surfe, seja do seu jeito de ser.

Vídeos irados, Nossos colunistas, fotos leitores,. etc..

Boa Leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*

cinco + doze =