Associação Profissional de Surf

Marcelo Kobe em sua palestra durante a Consup em Joinville. Foto Luis Reis/Divulgação

Marcelo Kobe em sua palestra durante a Consup em Joinville. Foto Luis Reis/Divulgação

Foto World Surf League

Filipe Toledo - Foto Kirtin Scholtz WSL

Temos grande talentos como Filipe Toledo e Gabriel Medina mas ainda falta profissionalismo para nossas associações – Foto Kirtin Scholtz WSL

 

Profissionalização. Essa é a palavra que darei destaque agora e que vai gerar uma certa polêmica.
– “Ué, Marcelo, porque polêmica?”
– Porque essa palavra está um pouco longe da realidade do surf, num todo. Quer ver?

Mas eu quero falar especificamente das associações e federações de surf. Eu participei por 8 anos com cargo de Dir. de marketing e também como vice presidente de um dos melhores grupos de jovens empresários do Brasil, a Acij Jovem. Dela tive a oportunidade de participar de encontros de outras entidades maiores (associações e federações empresariais). E o que percebo é uma distância muito grande do que uma associação de surf deve, pode e consegue fazer pelo mercado ao qual está inserido.

 

Um leve engano.
Enganam-se os que praticam o pensamento de que uma associação de surf existe para fazer campeonatos de surf. Pelo menos não deveria ser assim mas já virou cultura em nosso país. Algo meio difícil de entender, já que temos empresas e empresários profissionais de eventos no mercado.

 

Vamos voltar a Acij Jovem. A Acij Jovem pertence a entidade maior denominada ACIJ (Associação Empresarial de Joinville). Qual o objetivo da ACIJ? Bom, se ela é uma associação, seu objetivo é organizar eventos de negócios, certo? Errado! A ACIJ  e a Acij Jovem se destacam por profissionalizar seus objetivos. Cursos, palestras, encontros, reuniões, facilidades, brigar pela melhora do mercado, evoluir seus associados, enfim, se preocupar com o todo. Uma associação deve se preocupar com o mercado ao qual está inserido e não em organizar eventos. Para organizar eventos, contrata-se organizadores de eventos. E é por isso que essas associações empresariais estão cada vez mais fortes. Porque as pessoas veem benefício em se associar, porque existe um propósito maior.

Uma associação de surf não pode ser uma mera organizadora de campeonato de surf, pessoal! Não é certo pensar assim. Vamos lá, vou listar algumas necessidades de como uma associação de surf deveria funcionar e veja se você concorda:
>> Gestão profissional: tanto o presidente como outros cargos devem ser ocupados por quem entende do assunto, não somente de surf. As pessoas certas para as funções certas e com conhecimento técnico.

 

>> Olhar o todo: Uma associação deveria e deve se preocupar com o meio onde está inserido.
– Atletas: fomentar o profissionalismo com recursos e contato com empresas e empresários;
– Empresas do surf: buscar parcerias e trabalhar eventos para qualificar e trazer assuntos de desenvolvimento do mercado do surf a fim de evoluir as empresas do mercado do surf;
– Fornecedores: Todos que possuem interesse nesse mercado e qualificar a prestação de serviço para o setor.
– Praticantes do surf: Participação em eventos, relacionamento com o mercado e possíveis parcerias.
– Fãs do esporte: Que possam de alguma forma contribuir mesmo não sendo praticante (tem muito empresário cheio de dinheiro querendo ter sua empresa vinculada ao surf).

 

 

Palanque lotado na Gold Coast Australiana . WSL é um bom exemplo de profissionalismo. Foto WSL

Palanque lotado na Gold Coast Australiana . WSL é um bom exemplo de profissionalismo. Foto WSL

 

 

>> Responsabilidades: O que uma associação deve fazer.
– Fomentar a evolução do mercado interno (Cursos, palestras, workshops, parcerias de conteúdo,…)
– Eventos culturais (O surf tem muito o que inspirar e contribuir para uma cidade/estado/país mais intelectual)
– Práticas ambientais/sociais (Valorizar o que pregamos: amor pela natureza e todos ao nosso redor)
– Apoio a projetos (Incentivar, facilitar e orientar projetos que contribuam com o esporte num todo.)
– Política (trabalhar por incentivos, facilidades, crescimento e inovação das empresas locais)
– Reuniões (festas, almoços, jantares de relacionamento dos associados)

Eu sei que o que estou propondo está muito longe de acontecer mas uma mudança em como vemos o surf e suas entidades é necessária.
Que bom um dia poder visitar uma associação aqui de Santa Catarina com todas essas atribuições e com muitos associados pagando sua mensalidade, porque vale a pena. E você, o que pensa sobre isso? Você participaria de uma associação com essas características?

Grande abraço, galera do bem!

Marcelo Kobe

 

2 comentários

  1. Luiz Ricardo Nascimento

    Ótima colocação e por sinal bem notável nas associações de surf na nossa região, associação provém do associativismo onde tem como conceito a união de pessoas em torno de melhorias para algo que se gosta, nesse caso o surf, e melhorias não se trata só de campeonatos, e sim de diversas ações de interesse do surf. Como você citou o ideal para uma associação é que os integrantes, ocupantes das diretorias tenham afinidades com as suas respectivas diretorias e a maioria das associações só existe o tesoureiro pra assinar os cheques e o presidente pra escolher quem vai trabalhar nos campeonatos dar seu discurso e entregar premiações no término dos eventos. O pior de tudo isso é que ninguém sabe quando se tem eleição para uma nova chapa e ninguém tem acesso ao estatuto das associações.

    • Fala Luiz!
      Infelizmente essa é uma realidade em nosso país e está espalhado por todo lugar. Já é sabido da dificuldade de mudar essa cultura nas associações por ter pessoas que criam raízes e não abrem espaço para pessoas com novos pensamentos e práticas. Mas o grande problema são as novas associações que já poderiam vir com uma visão diferenciada, abrindo espaço para profissionais e pessoas bem intencionadas, porém também não é o que acontece. No meu artigo INVEJA X COMPETÊNCIA eu falo disso também.
      Muito obrigado pelo seu depoimento e mantenha contato!
      Grande abraço!
      Marcelo Kobe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*

12 − dez =