Manteiga de pedra

Arte Nas Ondas com Banana

Na década de 1930, na cidade de Itaiópolis um comerciante comprava aos domingos grande quantidade de manteiga dos colonos que passavam pelo estabecimento antes de ir à igreja. Numa dessas, chegou um agricultor com uma pequena porção de manteiga. “Confere o peso, depois da missa pego o valor em açúcar”, falou o homem antes de sair de passo largo para não perder o começo da reza. Ao botar a manteiga na balança, o comerciante desconfiou do peso exagerado. Por conta disso, ao enfiar uma faca naquele tareco gorduroso encontrou uma pedra. Terminada a missa, o caipora do agricultor voltou à venda, pegou o açúcar e sai dando risadinhas dirfarçadas. Ao chegar em casa, o bocó quase morreu de raiva e vergonha. Também pudera! No momento em que despejou o açúcar em uma lata, avistou a pedra “plantada” por ele mesmo na manteiga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*

1 × 5 =