Retorno estiloso

Depois de longos onze anos sem lançar um novo álbum, eis que surge “Help Us Stranger” (Third Man Records), terceiro álbum de estúdio da The Raconteurs.  Capitaneada pelo genial Jack White (voz, guitarra e piano), que poderia hoje descansar e viver dos louros colhidos de “Boarding House Reach”, seu audacioso terceiro álbum solo lançado ano passado, resolveu mais uma vez arregaçar as mangas e dar outro passo à frente. Inquieto, juntou-se novamente com Brendan Benson (voz, guitarra e percussão), Jack Lawrence (baixo, guitarra, sintetizadores) e Patrick Keeler (bateria, percussão) para lançar um álbum diferente de “Consolers of the Lonely” (2008).

“Help Us Stranger” é um redemoinho de idéias e sons! Bebe em fontes cativantes do que existiu de melhor no rock, mas não soa nostálgico. Pelo contrário, busca adaptar o passado ao presente. Os quatro singles lançados no primeiro semestre já deram uma boa amostra dessa pretensão. “Bored and Razed” abre o álbum cheia de vitalidade com belos riffs e é, sem dúvida, um dos pontos altos do disco.  A faixa “Help Me Stranger” começa com versos simples e logo é intercalada com alguns grooves e muito refinamento instrumental. A versão para “Hey Gyp (Dig The Slowness)” de Donovan fica tão boa quanto a original. No entanto, são as baladas que dão ao álbum um peso emocional inesperado com as faixas: “Somedays (I Don’t Feel Like Trying)”, que bebe em “Tuesday’s Gone” do Lynyrd Skynyrd e “Thoughts and Prayers”, com suas reverberações acústicas.

The Raconteurs é um dos principais destaques do Popload Festival, que rolará no dia 15 de novembro, no Memorial da América Latina, em São Paulo. Será uma ótima oportunidade de conferir ao vivo o repertório de “Help Us Stranger” que deverá figurar entre os melhores álbuns de 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*

dois × dois =